22.6.12

Mistério da Noite - Nora Roberts (Série Noturna)

Olá amigos!!!
Mais uma resenha de um livro mais que "tudibão".
Eu amo romances de banca. Garantia de leitura rápida, leve e que me faz suspirar no final.
Tem uns livros da Nora nesse estilo que são "uma varada n'água", já li alguns dela que achei bem ruim, mas em sua maioria eu gostei.
Mistérios da noite está entre um dos melhores de banca dela que já li.
Quem aí quer conhecer Cliff?




SINOPSE: Seria tolice seguir seus próprios instintos?
    Por 10 anos a casa ficara abandonada, Maggie Fitzgeral sabia que poderia considererá-la seu lar. À procura de paz, longe do agito de Los Angeles e das lembranças do acidente que matara seu marido, os instintos de Maggie a haviam levado ao leste, ela chegara à pequena cidade de Morganville, em Maryland, decidida a recomeçar a vida.
    A intuição de Maggie também dizia que Cliff Delaney, ono da empreiteira local, era a pessoa certa para reformar a casa. Entretanto, logo no início das obras, foi descoberto o corpo de um homem desaparecido havia muito tempo... e quase todos os habitantes de Morganville, incluindo Cliff, tinham algum motivo para ter cometido o assassinato.
    Poderia Maggie confiar mais uma vez em seus instintos? Ou a verdade seria a sua ruína?





   Apesar de ser uma série, os livros da série noturna podem ser lidos separadamente que não
afetam a leitura. Eu mesma ainda não consegui completar a minha coleção, pois são livros difíceis de se encontrar.Esse é um livro que pra mim não deixou nada a desejar, aliás todos que  li da série até agora eu gostei. Nesse livro, tem horas que a rusticidade de Cliff tratar Maggie me lembra a "singeleza" dos homens do Texas.
 Depois que fica viúva,Maggie decide que é hora de dar um tempo pra si mesma e resolve comprar e morar em uma casa na pequena cidade de Morganville. Todos os seus amigos acham que ela está passando por um momento de falta de lucidez e tentam fazê-la mudar de ideia, mas ela não volta atrás. Imagina só uma pop star deixar a cidade grande e ir morar numa casa no meio de um bosque... eu particularmente trocava facinho um pelo outro. 
Já Cilff antes mesmo de conhecer Maggie tem sua opinião formada sobre ela, e acha que o fato de  uma cantora famosa comprar uma casa em uma cidade pequena é só mais um "chilique" de celebridade. 
     O início da convivência dos dois é quase impossível. Cliff é dono da empreiteira da cidade e foi contratado por Maggie para fazer umas reformas no imóvel, só que antes de saber o que Maggie
queria fazer na propriedade que comprou; ele já tinha pré-estabelecido que ele não modificaria nada que alterasse a originalidade da construção, e que se ela quisesse ela teria que se adaptar ao meio, e não o contrário. Ou seja, puro preconceito machista do "bambambam" da cidade com a forasteira que acaba de chegar.
Mas para surpresa de Cliff, Maggie tem mais semelhanças com o estilo de vida que ela escolheu viver do que com a artista que ele imaginava. 
Eles começam a ser amigos, e depois começa a rolar um clima, mas imagina que nosso amado "cabeça dura" ia facilitar as coisas. Porém com a descoberta de um cadáver no terreno de Maggie, e com toda a atenção da polícia e da cidade voltada para o fato, Cliff decide que deve estar sempre aos seu lado, pois ela também pode estar correndo perigo.
     O romance dos dois é intenso, mas cheio de altos e baixos. E quando Cliff resolve que quer
ficar com Maggie, é justamente na hora que ele pode perde-la para sempre.
      Apesar de ao ler a gente ter uma ideia do que pode acontecer, o final me agradou  muito.
Acho que os romances de banca num modo geral, nos mostra o que esperar ao lê-los. Por isso que gosto tanto deles, rsrsrsr.
Musiquinha? Claro que teremos... Ms confesso que esse foi um dos mais difíceis de achar.



Não deixem de visitar os blogs participantes dessa semana: Alquimia dos Romances e Apaixonadas por Romances.
Ahhhhhhhhhhhh... iam me esquecendo: E o prêmio ferradura de ouro, dos hominho de papel da Nora Roberts vai para: Cliff


Gente eu estou brincando... Eu adorooooooooo o Cliff. 
Até a próxima.
Beijos!!!






9 comentários:

  1. Realmente, o Cliff ganhava facin facin a ferradura de diamante, kkk.
    Agora o final ficou meio vago.... vc tbm achou isso?

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Nora Roberts adora passear pelo suspense, ela se sente muito à vontade.Esse não li,mas conhecia. Legal esta semana

    ResponderExcluir
  4. Ainsa não chegei a ler nenhum livro da
    Nora, sempre coloco coisas na freste deles.
    Sua resenha esta otimo e esse vai para a lista
    de desejados.
    bjs

    http://loveebookss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga, adorei a sinopse deste livro heimm

    E amei sua resenha também, vc me deixou super curiosa, e acaba a resenha assimmm?!!
    Amiga, faz isso não...

    Beijos Mila

    ResponderExcluir
  6. Mais um livro de Nora que ainda não li, e mais uma dica anotada. Espero gostar deste tanto quanto você amiga. Sua resenha está simplesmente deliciosa. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  7. Menina, eu não tenho esse livro... #INVEJABATENDO!kkkkkkkkkkk
    O Cliff parece ser um dos homens da Nora em seu melhor estilo! EU sou suspeita porque você sabe que Nora é minha escritora favorita de longe...

    ResponderExcluir
  8. kkkkkkkkkkkkkkkkk

    adorei na resenha e deu para sentir que ele deve ser bom demais,fiquei com inveja igual a Elimar...

    o prêmio ferradura de ouro foi demais... adorei!!!

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nora Robers já me faz suspirar só com a resenha!
    Adorei o prêmio ferradura haahaha

    Bjs

    ResponderExcluir