16.10.12

Uma Vez Em Paris




Sinopse: Ela o viu pela primeira vez em Paris...
   Alto, bonito... e totalmente perigoso. Atraída por Pierce Hutton de modo inexplicável, Brianne Martin o resgatou de mais profunda infelicidade. Para sempre ele seria grato, porém jamais seduziria uma mulher tão jovem quanto Brianne.   E em Paris se apaixonou por ele...
  Ainda que Pierce fosse um homem proibido, Brianne não poderia se imaginar nos braços de outro... como o sócio corrupto de seu padrasto. obcecado por ela desde que a conhecera, ele não mediria esforços para tê-la sob seu domínio, e um casamento por conveniência seria o golpe de mestre para unir as duas poderosas famílias. Tudo parecia perdido até Pierce salvar a vida de Brianne... do mesmo modo que ela o salvara... 

   Hoje vou falar pra vocês de uma outra paixão minha. Os romances de banca... Deliciosos e não tão bem visto romances de banca, rsrsrs. Digo não tão bem visto porque sempre que alguém me vê com um nas mãos me perguntam se não tinha um livro mais interessante. Mas querem coisa mais interessante que os romances de banca? Principalmente os da Diana Palmer, com seus irremediáveis ogros e suas lerdas mocinhas. Adorooooooooo a Diana Palmer, mesmo com todos os seus ogros que, vamos combinar, nos tiram do sério.
   Uma Vez em Paris foi o primeiro livro que li da Diana Palmer, e foi amor a primeira lida. como não se apaixonar por Pierce com toda sua dor e por Briane com toda sua juventude.
   Briane foi obrigada a ir estudar em Paris por seu padastro, figurinha abominável, e sua mãe não fez nada pra ajudá-la e nem protestou contra a decisão de seu marido. Mas o que era pra ser um afastamento de Briane acabou por coloca-lá cara-a-cara com o homem que mudaria sua vida.
   Pierce é o tipico "TDB", mas sua dor pela perda da sua esposa não o deixa olhar pra mais nenhuma mulher, ainda mais se essa mulher for Briane, que pra ele não passa de uma criança.
   Mas quando o padrasto de Briane à coloca como objeto de barganha com um novo sócio, Pierce decide que não vai deixar que nada do que o padastro de Briane planeja se concretizar. Aí é que começa a aventura dos dois.
   Numa trama que envolve terrorista e a virgindade de Briane, Pierce está decidido que a protegerá. A fuga dos dois é hilária, as coisas em que se envolvem para fugir de Sabon é contagiante.
   Quando por fim Sabon consegue 'por suas mãos' em Briane, o desfecho é surpreendente.
   E o final... Gente o final é 'mara'. Como todo romance de banca, os felizes para sempre é garantido, mas eu adoreiiiiiii o final. Sabon acabou que me cativou!!!
   Alguém que goste de romance de banca, e nunca leu nada da Diana Palmer esse é um livro pra conhecê-la, pois nesse o nosso amado 'ogro' nem é tão 'ogro' assim.
   Eu recomendo para todos que não conhecem o romance que se aventure nesse universo de 'mulherzinha', como muitos dizem.
   Gostaram da resenha? Espero que sim.
   Beijos.


9 comentários:

  1. Oi Eykler, quando mais jovem lia muito romance de banca, aliás li só estes romances. Hoje leio pouco, quase nada e acho que nunca li nada de Diana Palmer, me parece interessante esta história, quem sabe confira. Valeu.

    ResponderExcluir
  2. Oi Eykler!!1 Eu tb adoro os romances de banca! Adoro aquela certeza de final feliz. Minha relação com Diana Palmer tb continua em Lua de Mel. Aind anão li nada que tenha me desagradado.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu amo romance de banca e amo um protagonista ogro,então esse livro é para mim.. adorei a resenha,vou colocar mais este livro na lista,meldels,não acaba nunca!!!

    vou enlouquecer com tantos livros bons que as amigas indicam!!!

    bjsss

    Bianca

    www.apaixonadasporlivros.com.br

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. E o final... ? poxa tava tão empolgada lendo sua resenha, que queria a continuação
    E o final.. ai vc parou... hehe
    Nunca li Diana Palmer, mais tenho certeza que vou amar!!
    Me falta passar numa dessas bancas que vendem livros, sabe que as que passo não vejo?!
    pois é;.; haa nao chama ela de Palmeirão não!!! Humm ¬¬

    bjs
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Menina, tenho um trauma terrível de Diana Palmer. Não consigo gostar dos mocinhos cavalgaduras delas. Me dá uma raiva de ver algumas atitudes deles. Li um que achei terrível e depois, nunca mais quis arriscar ler nada da Tia Diana. Mas gosto é gosto né? Que venham mais romances pra gente discutir... BJS!

    ResponderExcluir
  7. Adoro romances de banca, mas acredita que eu nunca li nada da Diana Palmer?
    Vou ganhar um da promoção da Harlequin, então vou resolver esse problema ;)

    Bjks

    ResponderExcluir
  8. Ai Eykler, que resenha é essa? Adorei menina e já fiquei aqui doida pra ler. Espero poder fazer isto em breve. E eu adoro os livros da Diana Palmer...
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu não tenho preconceito nehnhum com romance de banca, e até gosto! embora não seja leitora assídua, quando pedi indicações de autores desse gênero para ler, praticamente todos me indicaram essa autora.
    Ainda não li nada dela, mas pretendo ler.
    Essa estória é típica aquela que amammos hahahahaa, um padrasto chato, uma mocinha... ah vou amar!!!
    Bjs
    Daiane
    nouniversodaliteratura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir