28.12.12

Resultado Promoção # 3 - Natal com Nacionais

Olá amigos!!!! Outra promoçõa chega ao fim.



Resultado Promoção # 2 - Natal das Blogueiras

Olá amigos!!! Nossa promoção de natal, Natal das Blogueiras, chegou ao fim e eu fiquei muito feliz em realizá-la. O que acham de fazermos os sorteios?????

Essa foi a primeira promoção em parceira que o Agridoce fez, e com isso foram feitas amigas maravilhosas. Foi um grande prazer fazer essa promoção. E a sortuda que vai lerar 13 livros para casa é...

24.12.12

AFORISMOS EM MEMES

14.12.12

Cresci, e agora? Jariane Riberio



























Fim de semana rural: Diário de Karolayne

Tinha tudo para ser um final de semana perfeito se não fossem por apenas duas coisas: Alan e Patrick.
Sexta feira levantei feliz e animada (com aquela cara de panda porque dormi de rímel), pronta para passar um ótimo final de semana na fazenda com direito a cavalgada, trilha e piscina.
Desci as escadas que levavam a cozinha alegre e saltitante, no último degrau tropecei e cai em cima de Patrick, ou será que foi Alan? Bem isso não é importante (tirando o palavrão que ele falou). Nem esse pequeno acidente estragaria meu bom humor.
- Mãe, é hoje que vou passar o final de semana com Ângela, se lembra né?
Minha mãe levantou a cabeça e trocou um olhar com minha avó.
- Você só vai se seus irmãos também forem.
- O que!?- gritei olhando com cara feia para a dupla de toupeiras que desfilava de cuecas de bichinho pela cozinha sem o mínimo pudor.
Também devo ressaltar que nem me ajoelhar aos pés de minha insensível mãe removeu esta ideia da cabeça dela. Pelo menos tenho a quem culpar. Cristóvão.
Você deve estar se perguntando quem é esta criatura, pois lhe respondo. É o FICANTE da minha vó. Isso mesmo até minha avó tem namorado!
Como Cristóvão e ela iriam fazer uma viagem em sua nova motocicleta, e minha mãe iria trabalhar, não sobrou outra alternativa a não ser a dupla de sem cérebros irem comigo para a fazenda.
O estresse já começou no carro com eles querendo paquerar Ângela. O pior foi que ela gostou e chegou a piscar para Patrick pelo espelho. Tive que lembrá-la que ele tinha quinze anos o que provocou as gargalhadas de Alan que estava emburrado por ter perdido de Patrick.
Estávamos quase chegando quando Alan pediu que parássemos no posto porque ele precisava usar o banheiro. Nojo a parte, acabamos almoçando por lá mesmo. A única coisa ruim foi um cheiro horrível que não sabia dizer se era de desinfetante de banheiro ou algum perfume barato.
Ângela era nossa motorista, portanto mandava no carro. Decidiu que Patrick iria a seu lado no banco da frente. Tive que me sentar ao lado de Alan atrás. O que não foi nada agradável porque aquele cheiro horrível continuava.
- Credo Alan!- exclamei abrindo o vidro – Faz quantos anos que não toma banho? E esse cheiro de gambá morto? Não sei é seu o desse seu All Star do século passado.
- Cala a boca Karolayne! – disse o fedido – você não entende de nada mesmo não é? Esse cheiro não é de gambá, mas sim do meu novo perfume que faz desenvolver paixão instantânea nas minas.
- O que? – perguntei já rindo, com Ângela e Patrick, de mais uma trapalhada de meu irmão.
- Isso mesmo Karolayne, com esse perfume não tem gata que não se apaixone pelo Alanzinho aqui. – olhou para Ângela e lhe mandou um beijo.
- Olha acho que esse teu perfume vai é espantar as gatas, porque fede mais que banheiro público.
Ele me olhou emburrado e ficou o resto da viagem quieto. Quando chegamos à fazenda todos queriam descansar. Ficou decidido que no outro dia iríamos aproveitar para ir a um baile na cidadezinha mais próxima.
A confusão já começou cedo quando Patrick expulsou Alan do quarto porque não agüentava mais o cheiro do bendito perfume da paixão.
Devo confessar que nem eu agüentava ficar perto do garoto que já estava irritado com todo mundo o mandando tomar banho.
- Mais que saco! – gritou irritado – já tomei dois banhos e esse cheiro não sai!
Comecei a rir e ele me jogou uma cueca suja na cabeça. Sai correndo atrás dele e só parei porque o cara que estava limpando a piscina era muito gato e eu fiquei envergonhada.
Foi nesse momento que decidi que iria passar o dia na piscina. Estava decidida a conquistar o bonitão que limpava a piscina. Coloquei meu biquíni de bolinhas e meus óculos azul claro em formato de coração. Joguei as madeixas para o lado fazendo charme e me deitei na esteira com uma revista na mão.
Sorri para o garoto e já ia perguntar seu nome quando vi Alan vindo irritado para o meu lado.
- O que é agora, Alan? – perguntei já irritada pelo cheiro do garoto que não era dos mais agradáveis.
Ele passou a mão pelo moicano e me olhou com aquela cara de cachorro sem dono que está acostumado a fazer quando quer alguma coisa.
- Você bem que podia falar para Ângela que eu sou bem mais interessante que o Patrick não é karolayne?
- Eu não vou falar nada, ainda mais com esse seu cheiro de banheiro público. – Disse rindo.
- Ah, é assim então, pois já que eu não fico com Ângela você também não fica com o marombado ali.
- O que?
- É isso mesmo! – gritou ficando de pé – Karolayne nenhum garoto fica com quem tem 18 anos e ainda é B.V, tá!?
Senti o rosto esquentar. O garoto da piscina parou de varrer as folhas e me olhou rindo.
- Eu não sou B.V não garoto – revidei tentando recuperar minha dignidade na frente do meu futuro paquera.
- Claro que é! Li no seu diário ontem mesmo, cheguei até a decorar o parágrifo.
- Que parágrifo o que seu analfabeto. Eu nem sou B.V nada! Mais deixa a Ângela vai gostar de saber que você ande de cueca de coraçãozinho pela cozinha de manhã cedo e que no ano passado fez xixi na cama depois de ver atividade paranormal.
Sabia que tinha pegado pesado mais precisava mostrar quem é que mandava ali. Onde já se viu falar em alto e bom som e para quem quer ouvir sobre minhas particularidades?
- Isso vai ter volta Karolayne!- gritou vermelho ate a raiz dos cabelos porque Ângela tinha ouvido tudo- saiu correndo e só o vi a noite todo arrumado e com aquele cheiro horrível ainda mais forte na hora de ir ao baile.
O baile acabou sendo horrível porque tive que ficar sozinha. Alan não falava comigo e acabou achando uma garota corajosa o suficiente para ficar com ele. O nome dela é Susy e é irmã do gostosão da piscina. E por falar nele, o idiota estava com seus amigos caipiras que ficaram rindo da minha cara por eu ser B.V um até disse que se eu lhe pagasse um suco me ensinaria a beijar muito bem. Sai batendo os pés e ia falar com Ângela mais ela estava muito ocupada se agarrando com Patrick num beijão daqueles, se é que me entende. Já estava até com vontade de mandar eles procurarem um lugar reservado, que pelo amor de Deus, né? Ninguém precisava saber que minha melhor amiga estava pegando meu irmão mais novo ( Patrick nasceu cinco minutos depois de Alan o que pode ser uma das causas para o tamanho despeito que o garoto está sentindo).
 Resultado: voltei para o carro e acabei dormindo por lá mesmo já que os festeiros só resolveram ir embora as sete da manhã, para meu eterno desgosto. Alan estava radiante com sua nova conquista e deixou bem claro que seu perfume era mágico já que a Suzinha era uma Deusa da roça.
Almocei com aquela minha típica cara de revoltada. Ângela até que tentou falar comigo dizendo que Patrick era muito atraente, que era para eu tentar entender que o que tava rolando com eles era natural que eu não precisava ficar enciumada. Até parece eu com ciúmes do meu irmão que até ontem eu dava mingau de aveia na boca e fazia aquela meleca que todo mundo achava lindo (inclusive eu, mas isso ninguém precisa saber).
Devido ao meu humor maravilhoso os três resolveram que já estava na hora de voltar para casa. Aplaudi a ideia enquanto gritava para Ângela nunca mais me convidar para vir a sua fazenda novamente ao que ela respondeu que a fazenda não era dela, mas sim de seus pais. Joguei minha mochila nas costas e me joguei no banco de trás ao lado de meu irmão fedido, porém feliz por ter encontrado alguém com quem trocar saliva durante a noite.
A viagem foi em silêncio até o posto onde encontramos minha avó e Cristóvão que gentilmente me disse que eu estava com uma cara de quem comeu e não gostou.
Não agüentava mais. Minha heroína percebeu e veio falar comigo:
- Não fique assim Karolayne - falou vovó – nem todos os finais de semana são perfeitos, mas sempre tiramos alguma lição deles.
Não respondi a única lição que aprendi com meu final de semana foi a que viajar com seus irmãos e sua melhor amiga com os hormônios a flor da pele é algo muito, mas muito ruim.
- Para você ficar mais alegre e ter uma boa lembrança deste final de semana vai voltar para casa de moto comigo assim conversamos e você joga este seu mal humor fora.
Olhei para ela e sorri. É difícil imaginar sua avó de 64 anos dirigindo uma moto.
- Tudo bem vó, nada mais de pior pode acontecer mesmo.- a abracei e fomos at]é a moto assim.
Cristóvão foi ao lado de Alan no carro e para minha grande surpresa reconheceu o perfume do garoto e ate mostrou o seu que foi feito de chifre de veado assim como o dele.
Com uma careta de nojo ele jogou o dele no lixo e acenou para mim como se no dia anterior não tivesse gritado para quem quisesse ouvir que eu não tinha beijado.
Subi na moto atrás de vovó e coloquei o capacete a abraçando e rindo quando ela acelerou e começou a cantar boate azul.
- Ainda não acredito que você não ficou com nenhum garoto Karolayne! – disse ela depois da primeira curva.
Fiquei quieta e pensei que nem tudo era perfeito mesmo. A até me conformei de a vida amorosa da minha avó ser mais movimentada que a minha.








Jariane Ribeiro


Olá ,amigos!!! Hoje venho apresentar para vocês uma nova fase que o blog está começando. 
À partir de hoje o Agridoce conta com mais uma colaboradora. A querida Jariane.
Ela me apresentou sua página no face eu fiquei encantada com a maneira que ela escreve.
Conheçam abaixo um pouquinho dessa nossa, nova, amiga
Me chamo Jariane Ribeiro moro em Lages SC. Tenho 17 anos (quase 18), sou apaixonada por livros e quando tinha 14 anos decidi que queria ser escritora. Confesso que meus primeiros textos eram horríveis, porém minha família sempre os achou ótimos.
Minha mãe é minha maior fã e sempre me incentivou a ser escritora. Ficou mais feliz que eu quando tive a oportunidade de me tornar colunista aqui no blog.
No próximo ano começo a faculdade de letras. Tenho certeza que vou amar.
Espero que gostem da coluna.

Vocês podem me achar no
 facebook: Facebook
E ler outros textos na minha página:

Em sua página, Jariane escreve um diário fictício de Karolayne. O diário tem como título CRESCI E AGORA?
Vejam a baixo a apresentação de Karolayne:


CRESCI, E AGORA?
 texto de estréia nº:1

Olá me chamo Karolayne, tenho dezoito anos e acho que nasci no século errado, porque tem coisas que eu simplesmente não tolero, acredito que as pessoas de agora não valorizam tanto a companhia uma das o
utras, tudo é pela internet, muitas vezes sinto vontade de escrever cartas em vez de e-mails. Mas vamos deixar de enrolação que isso aqui é um texto de apresentação né?
Bem, continuando, atualmente moro com minha mãe Rosemary, e meus irmãos gêmeos Alan e Patrick ( é, tem que ter paciência em dose dupla se é isso que se perguntou) que estão com quinze anos e acham que empastando o cabelo com gel formando um moicano vão fazer " as minas pirarem ".
Como estava falando antes de me prender a detalhes, além de meus irmãos " incomodo em dose dupla " também moro com minha avó Hortência que é quem eu mais amo, principalmente por sua "nega maluca" eliminadora de tristezas.
Não conheço meu pai portanto não posso falar nada sobre ele.
Vamos adiante, com o fim do ensino médio conservei apenas uma amiga, a Ângela que assim como eu está com a cabeça prestes a explodir.
Eu não estou mais feliz como a dois meses atrás, é muita coisa na minha cabeça. Meu maior medo é de começar a faculdade e eu não ter dinheiro para pagar. Até agora não consegui emprego. Minha avó disse que me ajuda, mais como vou aceitar? O que é dela é dela, não meu. Minha mãe concorda com ela dizendo que eu devo aceitar, que ainda não tenho tanta autonomia como penso. Além de orgulhosa, sou burra. Esse é o motivo que me fez não falar dela hoje. Porque ela insiste em dizer que esse problema só está na minha cabeça e que aceitar ajuda não é explorar, mas sim aceitar que ainda não sou capaz de me sustentar.
Discordei plenamente, sempre enchi a boca para dizer que era autossuficiente para que quando tivesse dezoito anos me sustentaria. Pelo visto o mundo adulto é mais difícil do que imaginava, o que faz eu me perguntar:

- Cresci e agora?



Gostaram de Karolayne? Eu acho que Karolayne ainda vai aprontar muito, e esbarrar em muitas dificuldades da vida adulta.
Espero que gostem da coluna, e se deixem aventurar pelo mundo de Karolayne.
Beijos!!!!




Simone Marques


Simone O. Marques, nascida em 1969, é paulistana, formada em Pedagogia (PUC-SP) e Mestre em Educação (UFPR). Escreve desde 2007. Autora da saga Paganus, da série de vampiros Agridoce e das séries de aventura fantástica: Marina e os tesouros da Tribo de Dana e Crônicas do Reino do Portal. Possui contos publicados nas antologias: Draculea, Grimoire dos Vampiros, Elas Escrevem, Marcas na Parede, No mundo dos Cavaleiros e Dragões, Tratado Secreto da Magia, Extraneus-volume I- Medieval Sci-Fi (convidada); Histórias Fantásticas-volume I (prefaciadora e autora convidada), Asgard: a saga dos nove reinos(convidada); Espectra (prefaciadora e autora convidada); Martelo das Bruxas (prefaciadora); A Batalha dos Deuses (convidada)







Conheçam os primeiros livros das séries e sagas escrito pela autora:

Marina e os Tesouros da Tribo de Dana - Os Deuses do Mar - Simone O. Marques

Marina é uma jovem de dezessete anos, que vive numa fazenda na Chapada dos Veadeiros. Entretanto, ela não é uma garota comum. O Povo da fazenda, chamado de Tribo de Dana, considera que ela é o avatar da Grande Deusa Dana, a mais importante dos deuses celtas. Por isso, Marina é cercada de cuidados, e sempre vigiada de perto por guerreiros-guardiões. Mas os deuses do Outro Mundo decidem que ela precisa encontrar sua verdadeira face e para isso irão atraí-la para seu mundo e lançar-lhe um desafio... Contudo, ela não estará sozinha, seus dois Sombras não irão facilitar o trabalho dos deuses, nem que para isso tenham que cruzar o véu com sua protegida...

Página do livro no Skoob




Paganus - Simone O. Marques

Portugal, 1673. Duas mulheres celtas e um bebê recém-nascido enfrentam a perseguição da Igreja contra hereges pagãos. Obrigadas a deixar sua aldeia, ajudadas por um jovem cristão, partem em busca de um lugar onde possam cultuar seus deuses livremente. Em meio a sua fuga descobrem que a Grande Mãe tem uma missão para eles e que os levará a lugares inesperados e a uma desconhecida Terra Nova. 
Página do livro no Skoob










 Agridoce - Simone O. Marques


Anya é uma garota comum, estudante de gastronomia e que mora em Florianópolis. Certa noite, ao passear pela praia ela sente um aroma que a atrai terrivelmente, um perfume, uma mistura de fragrâncias que mexe com todos os seus sentidos. Na noite seguinte ela e vê perseguida pelo aroma e descobre que ele vem do corpo de um belo banhista que sai do mar. Cedendo ao impulso, ela vai até ele. Surpreendendo-o, ela o lambe e encosta o nariz em sua pele. Atormentada pelo aroma, ela precisa experimentar, então, alcança seu pescoço e o morde numa veia pulsante. Anya então descobre o prazer de degustar o sangue doce, que a fazia pensar em frutas flambadas, temperado com o sal da água... o sabor agridoce que a desperta para uma necessidade vital que fará parte de sua vida à partir de então, a necessidade de sangue...
Página do livro no Skoob



Amigos, eu estou super feliz em ter a Simone Marques por aqui. Além de uma autora talentosíssima, ela é uma simpatia e muito querida.
Coneçam mais sobre a autora acessando seu blog: Blog Simone Marques e a seguindo em seu twitter: @si_omarques
Simone Marques, seja mais que bem vinda. Esse espaço é seu.
Em breve, muito em breve, resenha de AGRIDOCE. Vocês também vão se deixar envolver e seduzir pelos aromas deste livro.
Beijos!!!!



6.12.12

Profundamente Sua - Sylvia Day


"... Ele se virou, girando graciosamente para me pegar com seu calor azul gelado. É claro que ele sabia que eu estava lá, observando-o. Há um ruído no ar, quando estamos perto um do outro, um sentido de antecipação como o silêncio que se estala antes do boom do trovão. ele provavelmente esperou, deliberadamente um pouco antes de enfrentar-me, dando-me a oportunidade de examiná-lo, porque ele sabia que eu gostava de olhar para ele...."




SINOPSE: Gideon Cross. Ele é tão bonito e perfeito do lado de fora quanto é danificado e atormentado no interior. Ele era uma chama brilhante e ardente que me chamuscou com o mais escuro dos prazeres. Eu não poderia ficar longe. Eu não queria. Ele era o meu vício... meu desejo... todo meu. Meu passado foi tão violento quanto o dele, e eu estava tão machucada. Nós nunca iríamos ser normais. Era muito difícil, muito doloroso... exceto quando era perfeito. Aqueles momentos em que a voragem do amor desesperado eram a loucura mais requintada. Fomos completamente subjugados pela nossa necessidade. E a nossa paixão nos levaria além dos nossos limites para a mais doce borda da mais nítida obsessão... 

Essa resenha contém spoillers.


"...O beijo foi se tornando mais profundo, nossas línguas foram se encontrando, nossa respiração foi-se acelerando..."


Tem uma frase que eu adoro e resume o que senti ao ler Profundamente Sua: " As vezes vocês pega um livro, outra ele te pega". Profundamente sua me pegou de jeito.
Sam, da série protetores que me perdoe, mas Gideon Cross é o cara...
Bem... quando fiz a resenha de Toda sua ( clique aqui e confira a resenha), eu disse que era quase possível fazer um jogo dos sete erros com 50 tons de Cinza. Mas depois de ler Profundamente Sua retido o que eu disse. Gideon e Eva são muito mais interessantes que Sr. Grey e Ana.
Se existe um dominador nesses livros que estão na moda, esse Dom é Gideon Cross. Lindo,maravilhoso, podre de rico, apaixonado e de brinde bom de cama. Aliás, bom é apelido, o cara é uma máquina de fazer sexo. Com um homem desses, toda mulher iria querer lavar , passar e cozinhar pra ele. E ainda fariam isso feliz da vida.





Eva também não deixa nada a desejar, se entrega inteiramente ao seu protetor nesse livro. Nada de ficar fugindo na primeira crise que se instala, como foi em Toda Sua.
Me deparei com uma Eva mais madura, mas centrada em seu relacionamento. Uma Eva mais consciente do homem que à tem. Ela é pegajosa, grudenta, dependente, mas ele também é. Acaba que o casal fica equilibrado. Se bem que casal equilibrado não é um termo que defina bem o casal. A relação de inter-dependência entre os dois é tamanha que eles precisam de uma ajudinha terapêutica.
Em alguns momentos pode ser que Gideon irrite o leitor ao ver as coisa que ele faz, mas se analisar bem, ele simplesmente faz de tudo pra proteger Eva. Eva é o centro do seu universo e ele fará de tudo por ela.

"... 'Doutor'... - Gideon recostou no assento em uma postura de quem estava irredutível.
O único jeito de me fazer resistir a ela é me matando. Tente encontrar outra  maneira de fazer a gente dar certo...."


Teve momentos que sofri com Eva, me entreguei à leitura e senti tudo que Eva sentia. O sentimento entre eles é tão intenso que durante a leitura a gente esquece que eles estão juntos há pouco tempo. Mas um relacionamento como o deles eu não esperava menos.
Amei a maneira como Eva confrontou as pessoas que são a causa dos pesadelos de Gideon. Ela é de uma coragem de se admirar, ela faz o que acha o certo pra defender seu amado. Nesse momento temos uma ideia do que Gideon passou.
Ao mesmo tempo, Gideon tenta a todo custo protege Eva do seu agressor do passado, que está rondando os dois, e colocando Eva em perigo. Em meio ao caos que se instala, até o coitado do Cary é atingido, como uma maneira de dar um aviso aos pombinhos. E se para fazer isso, ele tem que manter Eva afastada dele, ele o fará.
Gente, o livro é maravilhoso, Gideon é tudo de melhor e mais um pouco, Eva é uma mulher mais madura e cativante também.


"...Gideon abaixou a cabeça e selou sua boca sobre a minha. Tudo começou suavemente, doce e
provocante, sua língua acariciando todo meu lábio inferior. Eu abri minha boca, minha língua se movendo para tocar a dele...."



Eu li num tapa, como diz uma amiga minha. Peguei o livro e em dois dias eu devorei Gideon.
Agora só me resta esperar pelo terceiro, morrer de curiosidade pra ver onde isso tudo vai dar, porque Gideon e Eva são de tirar o fôlego.
O romance dos dois é pegajoso? É, mas é uma delicia de ler.
Eu pra lá de recomendo, quem não gosta de romance hot eu aconselho a se aventurar e conhecer esse casal tudo de melhor.
E que venho o terceiro....
Beijos!





Bia Carvalho


Olá amigos, hoje venho apresentar para vocês a nossa mais nova parceira!
Isso mesmo, a fofa da Bia Carvalho será nova integrante que fará nosso quadro de parceiros brilhar ainda mais.





Bianca Carvalho é formada em marketing, blogueira e apaixonada por literatura. Costuma dizer que respira livros vinte e quatro horas por dia e que pode passar muito tempo apenas observando sua estante com uma imensa coleção de suas obras preferidas.
Escritora (por amor) desde os 14 anos, publicou seu primeiro livro em 2011, na Bienal do livro do Rio de Janeiro, chamado Jardim de Escuridão, que já está na sua segunda edição.




Bia Carvalho, gentilmente cedeu uma entrevista ao blog. Conheçam conosco um pouco mais dessa talentosa autora nacional.

1- Você pode nos falar de sua formação? Sempre desejou ser escritora?

R. Minha formação é em marketing, porém, as palavras sempre fizeram parte da minha vida. Desde pequena eu escrevia historinhas, sempre românticas, e viajava nelas. Aos 14, escrevi meu primeiro livro, mas está trancado a sete chaves em uma gaveta. A verdadeira vontade de me tornar uma escritora por profissão veio ao escrever Jardim de Escuridão.

2- Com um livro de temática tão adulto, como definir Bia Carvalho?

R. Apesar de escrever livros mais adultos, a Bia Carvalho é uma eterna moleca. Adoro jogar video-game, bichos de pelúcia, assistir aos bons e velhos desenhos da Disney, ler Turma da Mônica e joguinhos de tabuleiro. Adoro jujubas e guloseimas de crianças. Contudo, me considero uma pessoa responsável, madura e pé no chão. Sei bem o que quero e aonde quero chegar.

3- Jardim de Escuridão é um livro com uma temática totalmente adulta, e que tem como personagens principais uma familia que tem o dom da magia. Em que você se inspirou para escrever um livro com um enredo tão complexo?

R. Eu não gosto de criar uma história com apenas uma camada. Gosto de envolver vários personagens, os conflitos entre eles... As relações humanas sempre me fascinaram. Na trilogia das cartas, tudo começou com um site de compra de flores online. Foi lá que descobri que as flores possuiam significados e que isso daria uma boa trama. Desse ponto, criei Cailey e Tatianna, as protagonistas dos outros livros, e dei-lhes seus devidos "dons". Depois, tudo foi tomando forma.


4- Jardin de Escuridão é o primeiro de uma trilogia, o segundo, Versos Sombrios, já está sendo escrito. você pode nos adiantar um pouquinho do que nos espera?

R. Na verdade, Versos Sombrios já está pronto, assim como o terceiro da trilogia. Em Versos, posso adiantar que a história está mais sombria, mais tensa. Mas, em compensação, trata-se da minha personagem favorita, Cailey, que amadurece nesta história, encontra o amor e redenção. Aliás, Versos Sombrios é um livro com uma carga dramática intensa, o que eu acho que poderá agradar às românticas de plantão.



6- Tem algum personagem que você criou que você não gostou,nem ele de você?

R. Não, eu gosto de todos, até dos vilões.

7- Quais sua preferencias literárias?

R. Adoro Suspenses Românticos. Nora Roberts é minha autora favorita.

8- Se você pudesse escolher, com qual autor(a) passaria um dia?

R. Nora Roberts, sem dúvida!



Bia, obrigado pela entrevista e sucessos sempre! 

Então amigos, o que acharam da nossa mais nova parceira? Linda, né?!?
Para conhecerem ainda um pouco mais autora não deixe de acessar suas redes sociais: blogtwitterskoobfacebooksite Trilogia das Cartas

Compre o livro com a própria autora, através de seu e-mail: contato@biancacarvalho.com.br

Bia Carvalho, seja bem vinda sempre. Esse espaço é seu e o Agridoce se sente muito feliz em tê-la como parceira.
Beijos!



5.12.12

Lançamento Book-Trailer do Livro Morte Súbita

Olá amigos!
Ansiosos e curiosos para lerem Morte Súbita? Confesso que eu estou muito ansiosa, e ainda mais curiosa.

Hoje, 05 de dezembro é um dia especial! Além do lançamento oficial do novo livro da J.K. Rowling em todo o Brasil, também `o lançamento do booktrailer do livro!

Confiram abaixo:



Gostaram? E assim como eu também ficaram ainda mais curiosos?
Corram pra as livrarias e garantam o seu.
Não deixem também de acessar o site do livro para receberem informações e dowloads exlusivos. ( clique aqui)
Beijos!


PROMOÇÃO NATAL NACIONAL

Olá Pessoal!

Hoje trago para vocês uma super promoção para encher a estante nesse natal. E o melhor, só com livros nacionais.

Os blogs, Fulana Leitora, Irreparável, Tribo do Livro, Perdido em Palavras, Meus Livros Meu Mundo, Agridoce, Electric Beans, Louca Escrivaninha e Prazer me chamo livro, se reuniram para trazer para vocês essa super promoção.

A promoção é válida a partir de hoje, 05/12, e vai até o natal, dia 25/12.

Serão 9 livros e 1 único ganhador. Para participar basta seguir as regras.

Regras obrigatórias:
• Possuir endereço de entrega no Brasil.
• Seguir, publicamente, TODOS os blogs.
• Comentar no post da promoção deixando um e-mail para contato.
• Preencher o formulário abaixo.

a Rafflecopter giveaway
Considerações: 

1. A única regra obrigatória é seguir todos os blogs, as demais são chances extras. Quanto mais você fizer maiores são suas chances de ganhar.
2. O ganhador terá até 3 dias para responder o e-mail de contato, caso contrário será realizado um novo sorteio.
3. O prêmio será enviado em até 30 dias.
4. Cada blog será responsável pelo envio de seu livro.

Boa sorte!