30.1.13

Cuco - Júlia Crouch




Olá amigos!!!! Tudo bem com vocês? Depois de um tempo afastada, estou de volta.
E para recomeçarmos o ano, hoje trago um livro que não sei como definir. 
Cuco mexeu comigo de diversas formas.



Sinopse: Polly é a mais antiga amiga de Rose. Então quando ela liga para dar a notícia que seu marido morreu, Rose não pensa duas vezes ao convidá-la para ficar em sua casa. Ela faria qualquer coisa pela amiga; sempre foi assim. Polly sempre foi singular — uma das qualidades que Rose mais admirava nela — e desde o momento em que ela e seus dois filhos chegaram na porta de Rose, fica óbvio que ela não é uma típica viúva. Mas quanto mais Polly fica na casa, mais Rose pensa o quanto a conhece. Ela não consegue parar de pensar, também, se sua presença tem algo a ver com o fato de Rose estar perdendo o controle de sua família e sua casa. Enquanto o mundo de Rose é meticulosamente destruído, uma coisa fica clara: tirar Polly da casa está cada vez mais difícil.




Bem, eu nem sei por onde começar a descrever o livro.
Logo que o livro foi lançado, eu já fiquei querendo ler, achei a capa e sinopse interessantes. Mas fui enrolando a leitura. Quando peguei o livro pra ler, vi que fortes emoções me esperavam.
Se você, de alguma forma, acha que sua amiga te dá trabalho, é porque você não conhece Polly.
Rose e Polly sempre foram amigas. Aquelas amigas de infância, quase irmãs de mães diferentes.
Tudo começa quando Polly fica viúva, liga pra Rose contando e ela convida Polly para passar uns dias na sua casa. Até aí você pensa: "Ah, tudo bem! Melhores amigas, uma ajudando a outra, eu também faria isso."
Mas quando o livro vai se desenrolando, você vai conhecendo as duas, principalmente Polly,  você não é capaz de imaginar onde tudo vai parar.
Cada vez que eu ia lendo, mais "raivosa" eu ia ficando. Sabe quando a gente vai lendo e a gente quer desvendar o livro? Foi o que fui sentindo. Eu sempre ficava: " No próximo capítulo as coisa se ajeitam." E assim fui indo. 
Me simpatizei com Rose, apesar de achar ela uma tonta. 
Do marido de Rose, eu esperava um pouco mais de atitude com relação as coisas que ele via, mas de uma certa forma ele foi s envolvendo na trama, e acabou dentro dela também.
Polly é ardilosa, envolvente ( sem ser bonita), e consegue fazer com que todos faça exatamente o que ela quer e do jeito que ela planeja.
Dentre todos os livros que já li, e olha que não são poucos, nenhum fez oque Cuco fez. Me deixar " raivosa". 
Agora me perguntem: Eu gostei do livro? Eu respondo que não sei. Não vou dizer que fiquei indiferente ao livro, porque indiferença é um sentimento que o livro não desperta. Mas dizer que foi um: "Puxa que livro!!!", também não foi. 
Cuco é um daqueles livros que só lendo pra saber como é. Se você se envolve com os livros que lê, assim como eu, vá com calma. Cuco pode nos fazer ter um ataque, e leia quando a vida estiver calma, porque se você estiver estressada corre o risco de se estressar ainda mais.
Não é um livro que eu recomendo, e provavelmente não irei lê-lo novamente. Mas valeu a experiência, matei minha curiosidade com relação ao livro.
Talvez a resenha não tenha ficado nenhuma maravilha, mas é que se eu for falar muito do livro, pode ser que eu fale demais ou fale mal, e acabe contando o livro.
Mas se ficaram curiosos por ler, se aventurem no mundo de Rose e Polly e se preparem para fortes emoções.
Beijos!!!



8 comentários:

  1. Gostei da sua resenha,foi sincera e acho que esse é um dos elementos para uma boa resenha,o que você sentiu ao ler o livro... minha leu e resenhou,ela ficou meio igual a você... esse livro tem uma pegada mulher solteira procura e pelo que sei a protagonista é meio tapada né??!!

    Enfim é um livro que distrai e não são para isso mesmo que eles são escritos???

    bjsss

    Bianca
    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Eykler, é sempre bom conhecer todo e qualquer ponto de vista, sobre um livro, seja bom ou ruim. O fato do livro ter mexido com você, já faz com que ele tenha um mérito não é mesmo?
    Não estou passando por um momento muito bom para ler este livro. Vou deixar para daqui a algum tempo... Vlw a dica. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  3. Estou lendo esse livro. Estou chegando no final... é tenso...

    www.meuslivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi
    Sua resenha ficou bem parecida com a minha, ou seja, chegamos a mesma conclusão sobre esse livro. Rose foi quem me irritou mais e depois de ler a última página tive vontade de jogar o livro na parede srsrsrrs como você disse valeu a experiência pois bem no finalzinho teve um detalhe que eu não imaginava.
    Ótima resenha :)

    Bjs
    Jéssica
    http://lilianejessica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga, é esse livro tem dado o que falar.. não é a primeira resenha que leio em que a blogueira super admira o livro.. Então eu to deixando ele para depois hehe

    beijos mila

    ResponderExcluir
  6. Muito sincera Eykler, eu acho isso se você não gostou ou às vezes não sabe como passar a impressão que teve da leitura é melhor ser sincera. Muitas vezes o livro te deixa em um vácuo. Confesso que estou empurrando este livro.Gostei muito do novo método de pedir da NC agora porquê assim possibilita-nos a escolher o livro que realmente queremos ler. Valeu!!!

    ResponderExcluir
  7. Eu gostei da resenha, e confesso que suas palavras me deixaram ainda mais curiosa para ler Cuco, não sei por que, mas me lembra um filme muito antigo com essa mesma intenção... Enfim, ótima resenha, espero poder ler Cuco em breve para saber como vou reagir =D

    Bjs

    daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  8. Oi!!!
    Eu fiquei super interessada em ler esse livro quando chegou, mas algo me dizia que eu precisava estra em momento leve, pois ele mexeria comigo.
    Sua resenha confirmou minha intuição.
    Quero muito ler e descobrir como irei me sentir.
    bjs

    ResponderExcluir