25.4.13

TAG Alfabeto Literário

Olá amigos!!!
Acabamos de receber essa TAG do blog Apaixonadas por Livros, da amiga e parceira Bianca Benitez. Obrigado bianca por lembrar de mim. :)


Regras:


Você deve escolher 5 letras do alfabeto (no máximo, para o post não ficar muito grande), podem ser aleatórias ou seguidas e mandar para cada blog que você escolher, uma sequência.
O blog que receber a TAG deverá escolher 5 livros que comecem com as letras que foram indicadas. Artigos não contam. Ex: ” O mundo acabou”. O artigo “O” não conta como letra “O”, ou seja, o que vale são as letras da palavra secundária, nesse caso, a letra “M”. O número de blogs e letras depende de cada um. Na ausência de TODAS AS LETRAS, o leitor poderá fazer sua listinha de livros.
Para participar da TAG, você deve ter sido tagueado ok?

Nós, do Agridoce, recebemos as letras: BSKGI

4.4.13

Romances de Época Arqueiro

Sou só eu ou tem alguém aí surtada, roendo as unhas e comendo os dedos, esperando dia 15 de abril chegar logo? Pois é... A ansiedade é grande, mas a satisfação também. São três autoras românticas que prometem balançar os coracões das leitoras brasileiras. Com tramas sensuais e com fundo histórico, Madeline HunterLisa Kleypas Julia Quinn chegaram para ficar, e inauguram um novo momento da Literatura Romântica Brasileira. A boa receptividade desses romances pode significar a vinda de outras autoras do mesmo gênero. Já imaginaram? Emma Wildes, Catherine Anderson, Elizabeth Hoyt, Loretta Chase... São tantas que nem consigo me lembrar de todas. Ajudar na divulgação de tais romances  é mais do que uma tarefa. É uma obrigação. 



Dia 15 de abril o negócio vai ferver no twitter, no Facebook e em todas as mídias sociais! Porque nós, blogueiras literárias, com a ajuda de vocês, leitoras, faremos um movimento, mostrando que esses romances têm sim um público fiel, e que vai ajudar leitoras que ainda não tiveram a oportunidade de ler nada delas, possam desfrutar desse prazer inigual�vel. Crie uma frase e coloque a HASTAG #RomEpocaArqueiro. Nossa intenção é espalhar a notícia por toda a net, sem folga, fazendo todo mundo conhecer os Romances de época da Arqueiro. Lembrando que esse é um movimento sem qualquer fim lucrativo para as envolvidas (que somos nós, leitoras). é uma iniciativa nossa, como forma de apoio e colaboração para com a Arqueiro, que realizou um dos muitos sonhos literários das leitoras amantes de históricos. 


Coloque essa imagem no seu perfil e compartilhe durante todo o dia 15 de abril


Participe e ajude a nova onda literária do momento a conseguir mais e mais leitores. Temos certeza que você não vai se decepcionar...


Emprego novo, incomodo novo...














Pedro Henrique falou alguma coisa inteligível e começou a descer as escadas, engoli em seco, o garoto que estava descendo não tinha nada de Pedrinho mais de Pedrão, o gatão.
Ele tinha cerca de vinte anos, cabelos negros e olhos mais verdes do que os das irmãs estava sem camisa, revelando um físico escultural, desvio os olhos constrangida.
- Pedro – Marta me aponta – esta é Karolayne a nova babá.
Ele me olha de cima abaixo e parece estar se divertindo quando fala:
- Não tinha alguém mais alta?
- Pedro não começa – ela passa a mão nos cabelos aparentando cansaço – você pode ignorá-lo que não tem problema – se dirige a mim e eu só concordo meio chocada.
- Oi, Kerolay não é? – sorri tirando os cabelos grudados na testa, porque eu tenho esse fascínio por olhos verdes?
- Karolayne – o corrijo olhando para minhas sapatilhas.
- Você pode começar hoje? – a mão do senhor sorriso sedutor me pergunta.
- Aham – tiro os cabelos do rosto.
- Que bom, vou aproveitar para chegar um pouco mais cedo no escritório, Pedro mostra a Karolayne a casa e, por favor, sem piadinhas não posso perder outra babá.
Ela me dá um sorriso encorajador e sai me deixando olhando para meus pés.
- Me siga Kerolay – faz um gesto para mim o acompanhar.
- É Karolayne – o corrijo mais uma vez.
Ele não responde e sorri balançando a cabeça ao me analisar mais uma vez, mordo os lábios por que estou muito tentada a lhe perguntar qual é o problema.
Pedro me leva até a cozinha e me apresenta a Nancy uma mulher com cerca de quarenta anos que cuida da casa e da cozinha que me deseja sorte, enquanto subimos as escadas, Manu a pequena terrorista volta e me entrega uma lesma de borracha.
- Pra você – sorri de uma forma que me deixa encantada.
- Muito obrigada – sorrio mesmo estando prestes a jogar o bagulho longe.
- De nada – sai correndo, os cachos balançando em suas costas, olho mais uma vez para a lesma temendo que ela comece a se mexer.
Fecho bem a mão e volto a andar, Pedro me espera encostado na escada, parece tão divertido quanto sua irmã.
- Não vai começar a gritar? – pergunta apontando minha mão que está fechada em volta do negócio.
- Não – abro a mão – é bonitinho.
- Você vai sair gritando em dois dias – afirma – a outra babá fez a mesma coisa e você sendo tão nova.

3.4.13

"Mascotes - Contos de cães, gatos e outros animais de estimação.


Até 30 de abril, a Andross Editora estará recebendo contos 
sobre animais de estimação de novos escritores para publicação no livro 
“MASCOTES”.


Não há mau humor que resista ao olhar carinhoso de um cão ou a um roçar de pêlos de um gato. Animais de estimação são companheiros inseparáveis de todo mundo, inclusive dos escritores. Pois agora novos autores poderão homenagear seus bichinhos e contar suas histórias incríveis. A Andross Editora está recebendo contos de escritores em início de carreira para publicação no livro “Mascotes - Contos de cães, gatos e outros animais de estimação", a ser lançado em outubro de 2013, no evento Livros em Pauta, em São Paulo.

Walter Tierno (organizador do livro)
Não há restrição em relação ao bicho protagonista do conto”, diz o escritor Walter Tierno, organizador do livro. "Contanto que seja um animal de estimação, vale qualquer um, até baleia!", brinca

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 30 de abril de 2013. 


SINOPSE: "Faz pouco mais de dez mil anos que algum sujeito olhou para um lobo cinzento e pensou que seria uma boa ideia fazer amizade. Passou mais um tempinho e um outro pensou o mesmo ao ver um felino selvagem. Os anos foram se passando e a ideia foi repetiu ao redor do mundo, com animais diferentes. Hoje, convivemos, protegemos e amamos esses camaradas como se fossem membros legítimos de nossas famílias. E quem pode dizer que não o são? Mascotes reúne contos ora engraçados, ora tristes, mas sempre emocionantes sobre esses milenares companheiros, quer estejam cobertos por pelos, escamas ou penas.” 

SERVIÇO:
Livro: “Mascotes - Contos de cães, gatos e outros animais de estimação
Organização: Walter Tierno
Envio do texto: até 30/04/2013
Lançamento: 10/2013 (no evento Livros em Pauta)
Regulamento: no site www.andross.com.br
Realização: Andross Editora